Nagasaki, no Japão, é uma região que possui mais de 500 ilhas em seu entorno, mas uma delas desperta mais a curiosidade de quem navega por aqueles mares. É a Ilha Hashima, um pedaço de terra no meio do oceano pacífico, toda construída com estruturas de concreto: uma verdadeira cidade compactada em uma pequena ilha. Mas o que chama ainda mais atenção é o fato de não se ver uma alma viva no lugar: Hashima virou uma ilha fantasma. 

 

gunkashima

tumblr_mat4q8V7kv1rclebuo1_500

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Isso porque toda a estrutura do local foi construída por volta de 1890, quando a fábrica Mitsubishi comprou a ilha para servir de base para exploração de carvão. Hashima foi, então, ocupada por centenas de homens contratados para executar o serviço de extração do mineral e por seus familiares. Criou-se ali uma comunidade.

 

Durante a década de 60, com o petróleo começando a substituir o carvão como combustível e fonte de energia, as atividades na ilha começaram a desacelerar, até cessarem totalmente em 1974. A partir daí, Hashima foi totalmente evacuada e abandonada. E se tornou a Ilha Fantasma.

 

Hashima

4a8382873b2bc8ff9a6d947fd867819d

59fec0912a30bdc3e12ce6743bc27ba8

cdb7b4eac2837ca35cf132b01ea37dff

 

A partir de 2008, um pequeno trecho da ilha foi reaberto para visitações, conduzidas por guias locais. Um passeio bastante exótico, mas muito interessante do ponto de vista histórico!

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cadastre-se e receba a nossa newsletter

* = campo obrigatório

Quer viajar conosco?

Entre em contato

Rio de Janeiro
Avenida Nossa Senhora de Copacabana 330
Salas 607 e 608 - Copacabana
Tel: +55 21 3442-3240