Imagine fazer uma passeio turístico pela cidade medieval de Braunschweig, Alemanha, e se deparar um um edifício completamente colorido? Apesar de toda a polêmica, a Happy Rizzi House fica no tradicional bairro de Magni e parece ter saído de um desenho animado.

 

 

A casa já faz parte do cenário turístico da cidade, e chama atenção de quem passa por ali. O prédio hoje não abriga nenhum morador mas, já foi utilizado como escritório. A ideia é tornar o espaço em um museu ou restaurante.

 

 

 

Se estiver de passagem pelo local, não deixe de fazer muitas fotos do local 😉

 

 

Hoje vamos até o outro lado do mundo, falar sobre a cidade de Sydney, a maior da Austrália e capital do estado de New South Wales. Localizada a 300 quilômetros da capital da Austrália, Camberra, Sydney fica na costa sudeste do país e foi construída em torno de Port Jackson – onde fica o Sydney Harbour – o que levou a cidade a ser conhecida como “Cidade Porto”.

 

 

Quando falamos de Sydney, duas coisas vêm à cabeça: o Opera House e a Sydney Harbour Bridge, famosos no mundo inteiro pela sua beleza! O Opera House, principal símbolo da cidade, é um teatro de ópera e é conhecido por seu telhado em forma de velas com azulejos brancos. De onde você olhar, independente do ponto, terá uma visualização espetacular e única! Já a Sydney Harbour Bridge foi a primeira a ser construída e foi considerada a ponte de um arco só com o maior vão do mundo! Vale a pena uma visita por lá, que dá até pra ser feita com guia!

 

 

Mas engana-se quem pensa que só tem esses dois pontos turísticos na cidade!! Lá você também encontra o Real Jardim Botânico de Sydney, o Luna Park, Hyde Park, a Torre de Sydney e museus como o Australian Museum (de história natural e antropologia), o Powerhouse (de ciência, tecnologia e design), a Galeria de Arte de Nova Gales do Sul, o Museu de Arte Contemporânea e o Australian National Maritime Museum.

 

 

Se você se preocupa com meios de transporte pra se locomover entre um lugar e outro, relaxe! Sydney conta com um completíssimo sistema de transportes, alternando ônibus, trem, monorail, túneis subterrâneos, pontes, e largas avenidas. Transporte não é problema por ali!

 

Agora… se você, além de passear, ainda quiser aproveitar pra ir pra balada… tem que conhecer Kings Cross, uma das áreas mais badaladas de Sydney, com dezenas de acomodações , bares, boates e restaurantes de todos os tipos!!!

 

Agora é só marcar sua viagem e aproveitar!

 

 

A Arte de Rua veem chamando a atenção nos últimos anos. Street Art, como também é conhecido, é a expressão que se refere a manifestações artísticas desenvolvidas no espaço público. Não precisa de tempo, espaço, movimento cultural nem tão pouco de reconhecimento para acontecer, essa expressão artística espalhada por todo o mundo, surgiu nos Estados Unidos, na década de 70, e venha ganhando fama mundo a fora.

 

 

O bairro de Candella, Bogotá, ganhou muito espaço e reconhecimento nos últimos 9 anos tornando-se uma referência de talento global com artistas locais. A intenção dos moradores é tornar o local tornar um modelo em arte urbana, é possível fazer tours sobre o graffiti de forma totalmente gratuita.

 

 

Resultado de imagem para bogota graffiti

 

 

 

Bogota Graffiti Tour foi fundado por dois amigos, um australiano e outro canadense, em 2011 e atualmente é um dos passeios mais procurados por quem visitar Bogotá. É um total de 3 horas de visita, o grupo se reuni no Parque de los Periodistas, percorre o bairro da Candelária, perpassa pelo arredores centro histórico e termina com uma incrível imersão cultural.

 

 

Resultado de imagem para bogota graffiti

 

Se você é um apreciador de arte moderna e deseja visitar a Colômbia, não deixe de curtir este passeio. Mais informações, acesse o link.

Eleita a segunda livraria mais bonita do mundo, El Ateneo Grand Splendid é um ícone em Buenos Aires. O local era um antigo teatro e foi projetado pelos arquitetos Peró e Torres Armengol.

 

Resultado de imagem para El Ateneo Grand Splendid
 

O teatro recebeu grandes personalidades do tango como Carlos Gadel, Ignacio Corsini e Roberto Firpo. No ano de 1920, o espaço deixou de ser um teatro e se tornou um cinema, e no ano de 2000 se tornou uma livraria.

 

follow-the-colours-el-ateneo-buenos-aires-3<
 

De acordo com os dados da biblioteca são vendidos cerca de 700 mil livros anualmente, Buenos Aires é a cidade com mais livrarias por habitantes. A cidade tem pelo menos 724 livrarias, equivalente 25 para cada 100 mil habitantes. Parece que os nossos hermanos gostam mesmo de ler não é mesmo?

 

Endereço: Av. Santa Fe 1860, 1123, Cdad. Autónoma de Buenos Aires, Argentina

cadastre-se e receba a nossa newsletter

* = campo obrigatório

Quer viajar conosco?

Entre em contato

Rio de Janeiro
Avenida Nossa Senhora de Copacabana 330
Salas 607 e 608 - Copacabana
Tel: +55 21 3442-3240