A Pri, parceira da Go Tour, mora na cidade de Victoria no Canadá. Ela é estudante da área de Business na Universidade de Victoria e tem um blog chamado Embarque com a Pri. Nele, ela conta suas aventuras no país, o contato com a cultura local e como é ser uma estudante internacional. Faça como a Pri e estude no exterior! Nunca é tarde demais!

 

destino-intercambio

 

Confira abaixo vários motivos escritos pela blogueira para você não deixar o intercâmbio de lado.

 

“Estou velho para fazer um intercâmbio?

 

Muitos pensam que já estão velhos para estudar fora. Sonham em fazer um intercâmbio, mas acham que passaram da idade. A verdade é que estas pessoas estão muito enganadas. Não existe idade para estudar fora. Atualmente é comum ver pessoas mais maduras realizando o desejo de ir para outro país, seja para estudar um segundo idioma ou fazer um curso profissionalizante.

 

Fiz meu primeiro intercâmbio aos 28 anos. Resolvi usar as minhas férias e estudar 30 dias em Malta. Estava preocupada achando que iria chegar na escola e teria somente adolescentes. Engano meu! O mais novo da sala tinha 22, depois vinha eu com 28 e os demais eram mais velhos. Lembro de uma senhora polonesa da sala ao lado de 63 anos, que se aposentou e estava aproveitando para realizar o sonho de melhorar o inglês. Tinha um casal da Alemanha nos seus 50 em poucos anos com os filhos de 19 e 24, todos estudando inglês na mesma escola.

 

Amei tanto a ideia do intercâmbio que no ano seguinte vim para o Canadá, onde fiz um programa Co-op (estudo + trabalho). Neste período eu vi a diferença entre ser uma estudante mais experiente ou não. Eu não estava gastando o dinheiro dos meus pais, como a maioria dos alunos mais jovens fazem quando chegam aqui. Eu estava totalmente empenhada e dedicada no programa. É lógico que estudar fora quando se é novo tem as suas vantagens, mas fazer um intercâmbio quando se é mais maduro também tem. Além de sermos mais dedicados nos estudos, temos um interesse maior sobre a cultura e história local. Por conta disto, fazemos amizades mais facilmente com quem mora naquela cidade e aceitamos melhor as diferenças.

 

Assim, se você tem este desejo, nada impede que alguém mais experiente, com uma carreira construída de realizar o sonho de um intercâmbio. Aquela ideia de que estudar fora é somente para jovens, não existe mais.

 

Se você tem disponibilidade para viajar por longos períodos e não domina o idioma, faça um curso na língua escolhida. Procure uma escola onde a idade mínima seja 18 ou 19 anos. Escolas que oferecem além do inglês tradicional, cursos como Business English, IELTS Exam Preparation, etc, costumam receber alunos mais maduros.

 

Se você não pode colocar o seu trabalho em segundo plano e já domina o idioma, você pode se especializar em sua área de atuação. Em diversas  universidades canadenses é possível encontrar cursos profissionalizantes. Aqui em Victoria há cursos na área de Negócios, por exemplo, que duram 12 semanas. Outros mais longos em outras áreas,  que podem durar um ano ou mais.

 

No caso de não dominar o inglês e também não ter disponibilidade para estudar por longos períodos. Você pode fazer como eu fiz aos meus 28 anos. Usei as minhas férias para estudar, visitar um país diferente, conhecer uma nova cultura e me divertir ao mesmo tempo.

 

Se você tem este desejo, lembre-se que em qualquer momento da sua vida é possível realizá-lo. Planeje e foque nos seus objetivo! Quando você perceber estará dentro do avião realizando o seu sonho! Quem sabe você estará vindo para Victoria estudar, e ainda terá a oportunidade de tomar um café comigo apreciando a beleza do Inner Harbour!”

 

 

https://embarquecomapri.com/2015/07/30/estou-velho-para-fazer-um-intercambio/

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cadastre-se e receba a nossa newsletter

* = campo obrigatório

Quer viajar conosco?

Entre em contato

Rio de Janeiro
Avenida Nossa Senhora de Copacabana 330
Salas 607 e 608 - Copacabana
Tel: +55 21 3442-3240